sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Promotor do Ministério Público comparece a reunião do conselho

O promotor do Ministério Público, Luiz Fernando Góes Ulysséa, participou da reunião do conselho de cultura que ocorreu esta semana. Ele informou sobre diversos casos envolvendo o patrimônio históricos da cidade e que estão na justiça, como foi o caso do Castelinho da Praça do Congresso, o Centro Cultural Jorge Zanatta, a ponte de Ferro do Bairro São Roque e também o prédio da antiga pastelaria, que ficava na esquina com banco HSBC.“Daqui a pouco não vai ter mais nem uma história. Daqui a pouco vai ser a época do já foi, e do já teve”, comentou o promotor sobre a descaso com a conservação do patrimônio histórico.

CENTRO CULTURAL JORGE ZANATTA - Ele informa que solicitou a recuperação do Centro Cultural Jorge Zanatta tanto para a Prefeitura Municipal de Criciúma, quando ao Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM). O caso está com processo de Ação Civil Pública promovida pelos Ministérios Públicos Federal e Estadual, onde o juiz do caso pediu a perícia para avaliar o valor necessário para recuperação do patrimônio histórico.
PONTE DO BAIRRO SÃO ROQUE
- A Ponte de Ferro do Bairro São Roque, o processo no Ministério Público Estadual, será analisado e, provavelmente será acatada a sugestão da elaboração de projeto e construção de um memorial com os elementos da ponte que remetem à sua história.
Castelinho da Praça
– Sobre o “Castelinho” da Praça do Congresso, o promotor disse que há a perspectiva de medidas indenizatórias, inviabilizando a edificação. Ele informou que deve ser autorizado a construção de apenas dois pavimentos, os mais de 10 que eram pretendidos.

Foi salientado que para isto, poderá ser captado recursos junto ao Fundo para Reconstituição de Bens Lesados (FRBL), que financia projetos que atendem a interesses da sociedade.
Sobre o documento de inventário/2001, foi informado que há documentação comprobatória de que o poder público reconhecia o mesmo como inventário, tornando os bens passíveis da proteção que preconiza a Constituição Federal/88, em seu Art. 216, Parágrafo 1º. 

Pastelaria - Sobre o caso prédio da pastelaria, o promotor disse que é semelhante ao do castelinho, mas que está em fase inicial.




quarta-feira, 28 de setembro de 2016

NOTA DE REPÚDIO: Ausência dos Candidatos a Prefeito de Criciúma no Encontro da Cultura

O Conselho Municipal de Políticas Culturais de Criciúma - COMCCRI, aprovou em reunião ordinária nesta segunda-feira, dia 26 de setembro, nota de repúdio aos candidatos ausentes no Encontro da Cultura, realizada no dia 22.

Abaixo segue nota.

NOTA DE REPÚDIO

Ausência dos Candidatos a Prefeito de Criciúma no Encontro da Cultura
O Conselho Municipal de Políticas Culturais de Criciúma - COMCCRI, por intermédio de suas atribuições, vem a público repudiar ausência dos candidatos a prefeito de Criciúma, senhor Márcio Búrigo e o senhor Clésio Sálvaro, que não compareceram no Encontro da Cultura, realizado no dia 22 de setembro de 2016, na Casa da Cultura Professora Neusa Nunes Vieira. Agenda do cronograma foi definida por sorteio, no dia 15 de setembro de 2016, sendo que os detalhes do funcionamento do sorteio e da programação do encontro foi previamente acordado com representantes dos candidatos e posteriormente protocolado no Cartório 98° Zona Eleitoral de Criciúma/SC.
Nosso objetivo foi dialogar com os candidatos sobre as propostas para área cultural nos próximos quatro anos, e acreditamos que a pauta CULTURA deve ser de interesse da gestão municipal.
Nosso trabalho está alinhado com o Plano Nacional de Cultura e as diretrizes e atribuições da Lei Municipal N° 6239. Salientamos que ação do Encontro da Cultura foi sem fins partidários e aberto à comunidade criciumense, sendo essa ação fundamental para construir coletivamente, políticas públicas consistentes, democráticas e que permaneçam além do período governamental.
Sem mais para o momento, os membros deste conselho se colocam a disposição para o dialogo e a melhoria da gestão e das políticas públicas culturais do município.
COMCCRI – Gestão 2015/2016

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Candidatos a prefeito debatem sobre cultura

O Conselho Municipal de Políticas Culturais de Criciúma promoveu na quinta-feira (dia 22/09) encontro entre os candidatos a prefeitos para ouvir e debater o setor na cidade. O fato foi noticiado nas colunas de política do Jornal A Tribuna (Adelor Lessa) e também no Diário de Notícias (Karina Manarin).


quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Conselho de Cultura promove encontro com os candidatos a prefeito

O Conselho Municipal de políticas Culturais de Criciúma promoverá um encontro com os candidatos a Prefeitura de Criciúma, com o o objetivo de dialogar sobre as propostas para área cultural nos próximos quatro anos.
Os diálogos com artistas se dará separadamente no dia 22 de setembro de 2016, na Casa da Cultura, a partir das 9 horas, onde cada candidatos terá 15 minutos para expor suas propostas e em seguida mais trinta minutos para ser sabatinado. O sorteio que definiu a ordem aconteceu no último dia 15 de setembro de 2016, às 11 horas, na Casa da Cultura.
9h - Odelondes de Souza - PSOL;
10h - Marcio Burigo - PP;
11h - Fábio Brezola - PT;
13h - Clesio Salvaro - PSDB.
Programação do encontro:
- Abertura com apresentação das ações e funcionamento do Conselho Municipal de Políticas Culturais de Criciúma. Duração: 15 min. 
- Exposição do candidato a prefeito com propostas e ações para a área cultural. Duração: 15 min.
- Momento para perguntas e respostas: 30 min / Duração: um minuto para perguntas e até três minutos para resposta. Os interessados deverão fazer inscrição para as perguntas.
- O encontro será mediado pelo Presidente do COMCCRI – Maxwell Sandeer Flor.
O encontro será realizado pelo COMCCRI, sem fins partidários e aberto à comunidade criciumense, sendo essa ação é fundamental para que possamos construir política de cultural consistente para nossa cidade nos próximos anos.

domingo, 27 de setembro de 2015

CONSELHO MUNICIPAL DE POLÍTICAS CULTURAIS DE CRICIÚMA (COMCCRI): espaço para refletir, propor, fiscalizar e deliberar sobre políticas de cultura no município.

Amalhene Baesso Reddig -
Presidente do Conselho Municipal de Políticas Culturais de Criciúma
(abr@unesc.net)


Não existe cultura sem cidade ou comunidade. Cidade e cultura se entrelaçam e é na cidade que se desenvolve a cultura citadina e o contato com o estranho, um contato aceito e tolerado com o que vem de fora. Pensar a cultura como fator de desenvolvimento, significa valorizar as muitas identidades e perceber a cultura como um direito fundamental do ser humano, como dimensão simbólica da existência desses seres, como construtora de identidades e ainda como um importante vetor do desenvolvimento econômico e social. De acordo com Ítalo Calvino uma cidade comporta muitas outras e sabemos que elas nos possibilitam experiências infinitas.No grande universo multicultural e polifônico, que é a cidade de Criciúma, percebemos cada vez mais a necessidade urgente de abrir espaços para o desenvolvimento cultural, uma vez que somos todos produtores e consumidores de cultura. Por isso, também consideramos fundamental a participação e o envolvimento de cada um, a partir de seus interesses pessoais, a nos ajudar a refletir sobre as diferentes dimensões da cultura. É necessário atuar na perspectiva de contribuir para a implementação efetiva das 53 metas do Plano Nacional de Cultura, aprovado em 2011, como prevê o Ministério da Cultura, visando estimular os atores sociais em todo o país a conhecer e acompanhar sua concretização, ou seja, perceber a cultura na perspectiva das três dimensões: simbólica, cidadã e econômica. Quando nos referimos ao hábito dos cidadãos frequentarem espaços de cultura, há que se entender que acessar a cultura é algo pessoal e concordamos com Leonardo Boff quando diz que “Todo ponto de vista é a vista de um ponto. Para entender como alguém lê, é necessário saber como são seus olhos e qual é a  sua visão do mundo.” Mas também acreditamos que não é função de um segmento ou grupo “levar” a cultura para o outro uma vez que pode ser mais aceitável e inteligente “buscar a cultura no povo, dando condições para que ela brote.” Pensamos ainda que o desenvolvimento cultural da população tem relação próxima com a formação cultural de sua família e seus professores que podem ou não desejar levá-los a conhecer os equipamentos culturais, as ações de formação e os muitos setores culturais da sua cidade ou região que envolvem um gigantesco número de pessoas e que fazem a diferença no cenário cultural das cidades, como é o caso dos grupos de artistas visuais, de canto coral, de dança, de teatro entre outros. Ocupar o conselho, conhecer as potencialidades culturais da cidade, ajudar a pensar e definir políticas públicas para área cultural se faz participando das reuniões, Fóruns Setoriais e Conferências Municipais de Cultura. Todos são espaços abertos à comunidade regional e carentes de participação. O Conselho Municipal de Políticas Culturais de Criciúma (COMCCRI), conforme Artigo 1º “é órgão colegiado, permanente, deliberativo, propositivo e fiscalizador das ações e atividades artístico-culturais do município.” A composição do Conselho se faz com o setor governamental tendo representares (títulares e suplentes) dosseguintes segmentos: Fundação Cultural de Criciúma, Secretaria do Sistema Social, Secretaria Sistema Educação, Procuradoria do Município, Biblioteca Pública Municipal Donatila Borba, Casa da Cultura Neusa Nunes Vieira, Museu Municipal Augusto Casagrande e Galeria de Arte Contemporânea. Da Sociedade Civil temos conselheiros dos setores: Música, Teatro, Cultura Digital, Dança, Artes Visuais, Cultura Popular, Livro e Leitura e Instituições Ensino Superior. A luta (desde 2005), de um grupo interessado na área, já rendeu a elaboração do Sistema Municipal de Cultura de Criciúma (Lei N. 5689/2010) e do  Plano Municipal e Cultura; a aprovação do Fundo Municipal de Cultural (Lei N. 5690/2010), do lançamento de quatro edições do Edital Cultura Criciúma entre outras ações. O Edital Cultura Criciúma regulamenta a concessão de recursos financeiros destinada a incentivar atividades culturais na cidade de Criciúma/SC, de acordo com o que determina a Lei 6.182, de 30/11/2012. O primeiro Edital (006/22011) recebeu a inscrição de 19 projetos. O segundo Edital lançado (003/2013) recebeu a inscrição de 32 projetos. Na terceira edição do Edital (004/2013) foram inscritos 29 projetos. No momento estamos acompanhando o quarto Edital (004/2014) e recebemos a inscrição de 43 projetos. Desses, foram selecionados 22 nas áreas: 3 Artes Visuais, 3 cinema, 3 cultural popular, 4 dança, 2 literatura, 1 música, 2 patrimônio, 4 teatro. Em todas as edições dos editais foram contratados profissionais de reconhecida competência na área, que formaram as Comissões de Seleção de Projetos. Criciúma já contratou profissionais de Florianópolis, Porto Alegre, São Paulo, Joinville e Canoas. Apesar do pequeno valor destinado ao Fundo Municipal de Cultura de Criciúma (1.630 UFM - Unidade Fiscal do Município, que em 2015 representa R$140 mil) importantes projetos são aprovados e contribuem para fortalecer os setores e linguagens culturais, dinamizando potencialidades artísticas, espaços públicos e apresentando produção artística local/regional evidenciando a cultura, a arte, os produtores culturais, os artistas e a cidade. Incentivar os produtores culturais, artistas e demais interessados em apresentar e desenvolver projetos na área cultural tem sido uma prática constante por parte do COMCCRI. Após o lançamento dos editais são ofertados, gratuitamente, oficinas para elaboração de projetos e oficinas para prestação de contas. Percebemos o quanto esse trabalho de formação tem capacitado pessoas e fortalecido a área cultural. Atuar na gestão cultural, mais do que nunca, demanda estudar atentamente a área e as novas legislações. “Passar o pires” solicitando apoio para seu trabalho na área da cultura é coisa do passado. Dezenas de editais circulam no Brasil e estar preparado para participar com boas ideias descritas em forma de projetos que resultem em benefícios para formação cultural da sociedade é o que precisamos aprender/ensinar para qualificar a gestão, para que a área cultural se fortaleça e para que possamos aprimorar mecanismos de participação social, em especial, com políticas públicas para área. A missão estratégica do Plano Municipal de Cultura de Criciúma que é “criar e implantar políticas públicas de cultura que garantam a produção, fruição e democratização do acesso, por meio de um sistema público e diversificado de programas, projetos e serviços que atendam a população criciumense para o desenvolvimento humano integrado e sustentável” merece ser cuidadosamente trabalhada por todos os cidadãos. Acreditamos que a cultura em Criciúma, necessita de maiores investimentos públicos, gestão descentralizada, autonomia financeira e equipe de profissionais concursados para atuar nas especificidades das muitas áreas que a envolve.

OBS: 
Este artigo foi publicado no Jornal da Manhã, no dia 25 de setembro; e no Jornal Diário de Notícias, no dia 26 de setembro de 2015.

sábado, 9 de maio de 2015

Prefeito repassa contrato de convênios do edital Cultura Criciúma aos contemplados

A Prefeitura de Criciúma e a Fundação Cultural de Criciúma (FCC) realizaram nesta sexta-feira (8) a assinatura de convênios para formalizar o repasse aos contemplados pelo edital Cultura Criciúma. No total foram 21 projetos provados, dividido nas áreas de artes visuais, cinema, cultura popular, dança, literatura, música, patrimônio e teatro, num montante de 140 mil reais. O edital tem o propósito de incentivar as atividades culturais na cidade.

Fundo de Cultura

Durante o ato a presidente do Conselho Municipal de Politicas Culturais de Criciúma, Amalhene Baesso Reddig, entregou oficio em nome do conselho ao Prefeito Marcio Búrigo. O documento solicita o aumento de repasse ao fundo de cultura para 600 mil reais. A justificativa é a comparação com outras cidades do Estado, onde a população muitas vezes é até menor, mas apresentante um fundo de cultura muito superior a Criciúma. O prefeito prometeu levar o assunto para Estudo.

Centro Cultural Jorge Zanata

Ainda durante a reunião o ator Fabiano Peruchi fez dois pedidos ao prefeito. No primeiro solicitou que a Fundação Cultural de Criciúma tenha autonomia orçamentaria para executar suas atividades. No segundo fez um pedido para que o Centro Cultural Jorge Zanata seja reformado e não tenha um destino diferente, se não para uso para produção cultural. O prefeito garantiu que o Centro Cultura será para área cultural, prometendo colocar em clausula de contrato, no momento que o prédio passar a pertencer a Criciúma. Marcio ainda reforçou a importância da conservação do patrimônio histórico e da memoria da cidade, lembrando que foi contra a reconstrução do prédio do Lapagesse. “Foi contra passar a Patrola”, afirmou, dizendo que nem o fato de aumentar as vagas não justifica a derrubada do prédio. “Deveria ter sido restaurado”, complementou. O prefeito ainda disse que vai estudar o pedido de autonomia por parte da FCC.

Os projetos contemplados são:

Artes Visuais:
1 - Em-volver-se;
2 - 3ª Semana de Ocupação Urbana;
3 - Discutindo a Fotografia nos processos artísticos hoje.

Cinema:
1 - Cenas de um casamento;
2 - A difícil arte de fazer arte;

Cultura Popular:
1 - 2º encontro de Capoeira;
2 - Confecção de trajes folclóricos italia no s;

Dança:
1 - Lenda de Iati;
2 - Duplo balanço;
3 - 3ª Mostra didática de Dança – Formação de Plateia.

Literatura:
1 - Livro Ilustrado de Poemas;
2 - Clube da Leitura;

Música:
1 - Turnê do EP Catarima

Patrimônio:
1 - Digitalização do Acervo de Filmes;
2 - Casa do Vô Just;

Teatro:
1 - Metropol;
2 - Uma vez mais.

Cultura Digital:
Não houve projeto aprovado nesta área

Alguns setores não tiveram o número suficiente de projetos aprovados. Desta forma, a Comissão aprovou projetos de outras áreas, conforme o item 5.7 do edital. Os projetos são:

1-         Literatura: Ouro Negro;
2-         Cinema: Oficina de Cinema;
3-         Dança: Dança Criciúma;
4-        Teatro: La vem poesia.



domingo, 15 de março de 2015

PONTUAÇÃO PROJETOS

A Fundação Cultural de Criciúma e o Conselho Municipal de Políticas Culturais (COMCCRI) divulgam as notas dos projetos que participaram da quarta edição do Edital Cultura Criciúma.
Lembrando que os proponentes contemplados tem até a próxima sexta-feira, dia 20 de março, para cumprirem com o item 6 do Edital 004/2014 CULTURA CRICIÚMA, que diz:

Itém 6 do Edital:

6. DA DOCUMENTAÇÃO COMPLEMENTAR
6.1 Os contemplados deverão encaminhar para o mesmo endereço da inscrição (item 3.1), no prazo de até 10 (dez) dias úteis, a contar da data da publicação do resultado no sítio do COMCCRI, os seguintes documentos:

I – PARA PESSOA FÍSICA

a) Cópia de Certidão Negativa de Débitos (CND) ou Certidão de Não Cadastro emitida pela Fazenda Municipal do domicílio de residência do proponente;
b) Cópia de Certidão Negativa de Débitos emitida pela Fazenda Estadual.

II – PARA PESSOA JURÍDICA

a) Certidão Negativa de Débitos ou Declaração de Não Cadastro da Fazenda Pública Municipal do domicílio ou sede do proponente;
b) Certidão Negativa de Débitos da Secretaria de Estado da Fazenda;
c) Certidão Conjunta Negativa de Débitos relativos a Tributos Federais e à Dívida Ativa da União; Parágrafo único: Será aceita Certidão Positiva com Efeitos de Negativa nos casos em que é solicitada a Certidão Negativa de Débitos.

6.2 As cópias de documentos solicitadas como documentação complementar devem ser legíveis e sem rasuras

A documentação complementar, que deverá ser entregue na sede da Fundação Cultural de Criciúma (Rua Anita Garibaldi, 386, 5º andar, Centro, Prédio da Antiga Prefeitura).

ARTES VISUAIS
Protocolo
Setor
Título do projeto
Proponente
Pontuação
044
Artes Visuais
EN-VOLVER-SE: exposição de arte contemporânea
Odete Calderan
42,5 CONTEMPLADO
006
Artes Visuais
3ª Semana de Ocupação Urbana
Vanessa Levati Biff
42,5 CONTEMPLADO
036
Artes Visuais
Discutindo a fotografia nos processos artísticos hoje
Helen Hilbert Rampinelli
39,5 CONTEMPLADO
017
Artes Visuais
Graffitti no CASEP
Multiplicando Talentos
35
030
Artes Visuais
Cartografias
Rosangela Becker Inácio
28
014
Artes Visuais
Catálogo da 2ª Coletiva de Artistas do Sul
UNESC
28

CINEMA
Protocolo
Setor
Título do projeto
Proponente
Pontuação
011
Cinema
Cenas de um casamento
Sander Hahn
39 CONTEMPLADO
012
Cinema
A difícil arte de fazer arte
Waldir Duminelli Júnior
37 CONTEMPLADO
009
Cinema
Oficina de cinema para alunos de rede pública de ensino
Cristina Silveira do Amaral Lisboa
36,5 CONTEMPLADO por remanejamento

CULTURA DIGITAL
Protocolo
Setor
Título do projeto
Proponente
Pontuação
004
Cultura Digital
Cultura de imigração italiana na web
Sirege Maria Freitas
17
035
Cultura Digital
Cartilha de segurança na internet
Ramon Venson
17

CULTURA POPULAR
Protocolo
Setor
Título do projeto
Proponente
Pontuação
018
Cultura Popular
2º Encontro nacional de Capoeira de Criciúma
Multiplicando Talentos
33 CONTEMPLADO
003
Cultura Popular
Confecção de trajes folclóricos italianos
Sirege Maria Fritas
25 CONTEMPLADO
001
Cultura Popular
Reforma e confecção de trajes folclóricos italianos
Daniel Francisco Freitas
23
007
Cultura Popular
Arena Cultural
Vanessa Levati Biff
19,5
029
Cultura Popular
Criação de um site para o Programa Prosa de Galpão que entrevistará personalidades da cultura gaúcha, com raízes em Criciúma.
Rafael Moraes Bicca
19
016
Cultura Popular
Popularizando o Hip Hop
Andressa Borges Gomes
19

DANÇA
Protocolo
Setor
Título do projeto
Proponente
Pontuação
037
Dança
Pesquisa de motivação corporal “Lenda de iati”
Simony Ramos Fonseca
43 CONTEMPLADO
015
Dança
Duplo Balanço
Andressa Borges Gomes
37 CONTEMPLADO
013
Dança
3ª Mostra didática de dança: formação de platéia
UNESC
37 CONTEMPLADO
021
Dança
Dança Criciúma
Valter Savi
36,5 CONTEMPLADO por remanejamento
002
Dança
Dançando o folclore italiano em Criciúma
Daniel Francisco Freitas
18,5

LITERATURA
Protocolo
Setor
Título do projeto
Proponente
Pontuação
028
Literatura
Livro ilustrado de poemas e prosas líricas sobre mistérios criciumenses
Fernanda Cizescki
43 CONTEMPLADO
025
Literatura
Clube da Leitura
Beatriz Leal Vieira
41 CONTEMPLADO
005
Literatura
Ouro Negro
Cristiane Dias
40,5 CONTEMPLADO por remanejamento
040
Literatura
Bate-papo literário e musical nas bibliotecas escolares
Priscila de Souza Schaucoski
35
008
Literatura
Livro de Poesias “Vibrações de Minh'alma”
Dioni Regina Fernandes Virtuoso
21
033
Literatura
Crescimento e maturidade - O fundamento para o sucesso pessoal
Leonardo Augustinho Machado da Silva
18

MÚSICA
Protocolo
Setor
Título do projeto
Proponente
Pontuação
041
Música
Turnê do EP Catarima do Grupo Cirandela
Bruno Andrade Fachin
43 CONTEMPLADO
034
Música
Musica Gospel Catarinense e a revolução no comportamento
Leonardo Augustinho Machado da Silva
16
026
Música
Produção de CD artístico
João Lucas Dal farra Machado
17

PATRIMÔNIO
Protocolo
Setor
Título do projeto
Proponente
Pontuação
020
Patrimônio
Digitalização do acervo de filmes películas de 16mm do arquivo Histórico Municipal Pedro Milanez
João batista Martins
39 CONTEMPLADO
019
Patrimônio
Construção de um portão de acesso secundário à Casa do Vô Just, tombada como Patrimônio Histórico do Município de Criciúma
Marlene Milaneze Just
39 CONTEMPLADO

TEATRO

Protocolo
Setor
Título do projeto
Proponente
Pontuação
024
Teatro
Metropol
Antonio Pereira Rozeng
45 CONTEMPLADO
027
Teatro
Montagem do Espetáculo Solo de palhaço “Uma vez mais”
Fabiano Peruchi
44,5 CONTEMPLADO
039
Teatro
Montagem da peça infantil Lá vem poesia do Grupo Cirandela
Priscila de Souza Schaucoski
36,5 CONTEMPLADO por remanejamento
042
Teatro
A poesia bate à porta: intervenção
Bruno Andrade Fachin
33
010
Teatro
Curso de interpretação para alunos da rede pública de ensino
Cristina Silveira do Amaral Lisboa
19